Inspiração

Certa noite, um anjo veio a minha cama
Sentou do meu lado e assumiu o controle de minha mente
Subitamente tudo ficou claro
Como se estivesse olhando para o reino dos céus
Ele me deixou e levou a esplendida visão com ele
Mas me ainda assim me deixou algo
Algo que me fez pegar a caneta e começar a compor
Era uma inspiração divina no canto mais profundo da minha mente
Um pássaro feito de luz me deu plena maestria para este poema incompleto, pois em troca da habilidade entreguei minha sanidade…

(Arthur Z.)

Guerra ao Escuro

Uma fera observando do horizonte
Sorridente e calma
Em cima do monte
Um monte de pessoas que já foram pegas por ela
Realmente uma imagem horrenda
Medonha e sombria
Não pode ser parada com água benta
Irá acabar com a sua alegria

Destruição e caos são a moeda de dois lados em um
A fera destruíra seus ossos
Isso não é comum
Ela acabará com todos os nossos

Nossos soldados caídos não irão se levantar
A fera irá nos destruir se assim você deixar
Nós protegeremos nosso lar
Nossa bandeira não irá queimar

(Arthur)

renovação

RENOVAÇÃO
O TEMPO PASSA E A FAMÍLIA SEMPRE AUMENTA
A NATUREZA SE MANIFESTA EM TODAS AS PARTES
AOS HUMANOS E AOS ANIMAIS ELA SE APRESENTA
DESFRALDANDO SUA BANDEIRA O SEU ESTANDARTE.

CONVIDANDO TODOS A PARTICIPAR DA MULTIPLICAÇÃO
RENOVANDO AS ESPÉCIES NA CONTINUAÇÃO DA VIDA
NAS GRANDES CIDADES E TAMBÉM AQUI NO SERTÃO
A NATUREZA SEMPRE ATIVA A TODOS NÓS ELA CONVIDA.

TUDO NA VIDA ACONTECE DE UMA FORMA PERFEITA
A UNIÃO DOS SERES DE TODAS AS ESPÉCIES EM GERAL
A MINHA PRESTATIVA E MIMOSA ÉGUINHA BARBULETA
NÃO ESCAPOU DESSA GRANDE VERDADE O QUE É NATURAL.

E UM POTRINHO COM A SUA PELAGEM BRANCA E PRETA
SERELEPE CORRENDO SOLTO PELO CAMPO ALEGREMENTE
CANSADO ELE APROXIMA DE SUA MAMÃE BARBULETA
PARA MAMAR E DEPOIS SAIR CORRENDO NOVAMENTE.

A VACA TARAMELA JÁ GEROU TAMBÉM AS SUAS CRIAS
A CABRITA SALOMÉ CONTINUA GERANDO CABRITINHOS
EM MINHA CASA JÁ AUMENTAMOS A NOSSA FAMÍLIA
AQUI NO MEU SITIO TODOS TRABALHAM DE MANSINHO.

NO GALINHEIRO AS GALINHAS NÃO PARAM DE CHOCAR
NO CHIQUEIRO AS PORCAS ESTÃO SEMPRE BARRIGUDAS
É A MAMÃE NATUREZA QUE NÃO CESSA DE SE RENOVAR
SÃO AS FLORES, OS FRUTOS NA VIDA É TUDO QUE MUDA.

O RUSGUENTO APARECEU COM UMA LINDA CACHORRINHA
ESTÃO VIVENDO EM COMPANHIA DOS CINCO FILHOTES
ASSIM TUDO SE RENOVA ASSIM A HUMANIDADE CAMINHA
NASCENDO CRESCENDO MULTIPLICANDO OS SEUS DOTES.

SERIA DESAGRADÁVEL SE NO MUNDO NÃO FOSSE ASSIM
VIVENDO E ENVELHECENDO SEM TER MAIS NASCIMENTO
E EM BREVE TUDO CHEGARIA AO DESERTO AO TRISTE FIM
E O PLANETA FICARIA SEM VIDA SEM COR E SEM ALENTO.

Amor maior

O tempo é de Cristo e os homens precisam de ti
Anjos por todos os lugares e em torno de cada ser
As almas que se perderam serão resgatadas
Mas para que seja feita a sua vontade Jesus
Faço de mim por meios de comunicações virtuais
Instrumento da sua palavra.
Palavras de paz e amor
Pai tem misericórdia dos homens desta terra
Muitos não sabem o que fazem e os destroem
E os que conhecem precisam muito de ti para continuar
Ainda há enganadores na terra que os confundem
Pregam a palavras aos que olhos veem e não atentam a seu coração
Façam que os sintam em verdade use como instrumentos e salve-os do inimigo.
Guerras entre homens vêm de maneira desordenadas.
Sem compreensão daquilo que seria salvar as almas do inimigo
Para Cristo levar até ao Pai
E simplesmente as tiram sem pensar no ser humano como filho de Deus só porque foram enganados pelos homens impuros.
Como o seu Amor é maior
Ainda que muitos causam dores irreparáveis o Senhor mostrará com sua presença e encherá de amor o seu coração para que sejam salvos.
Oh glórias tenho fé por teu retorno, esperança pelas almas perdidas retornarem a casa do Pai e amor para com todos tanto aos que são benevolentes e aos incrédulos, pois sei que o amor faz maravilhas.
Amém, Glória a Deus e Aleluia.

Mentes estranhas

Assim, sob a luz cinza…
E com o vento cortante do inverno,
Trás a vida, quem nem ao menos existia.
Corações gelados ignoram,
Mentes frias fingem não ver…
Entre uma esquina e uma marquise,
Uma calçada esburacada, um buraco de vida,
É quase gente, quase enfeite da cidade.
Indigente que é incomodo,
Para aqueles que não conseguem perceber…
Que a fome e o frio, não são de cultura.
E lagrimas não matam a sede,
De vida, de amor, de sentir-se humano.
Mentes estranhas, mentem…
Que correm atrás de sonhos,
Para se esconder.
Enquanto alguns
Fingem existir…
Para sobreviver.

MEU PRESENTE

Dia dos Pais é um dia especial na vida de todos nós. Dia de dar e receber presentes, beijos, abraços e expressões de afeto.
Lembro-me, perfeitamente, do último presente dado ao meu pai. Naquele 09 de agosto de 2003, com meu pai em estado terminal, perguntei a mim mesmo: Que presente darei ao meu velho? Um pijama, uma sandália?
Não tinha opções. Meu pai já não podia mais levantar da cama, Confesso que fiquei angustiada com a situação. Com o coração pesado, me dirigi a ele sem nenhum embrulho nas mãos. Sabia que aquele era o último Dia dos Pais que passaria com ele. Entrei no quarto, um tanto quanto triste, e vi aquele semblante já bastante abatido, cansado pelas lutas da vida…
Mas logo pude perceber qual poderia ser o meu último presente. Sua barba, ainda por fazer, era uma oportunidade perfeita para expressar o meu afeto naquele dia especial. Com carinho, comecei a fazer-lhe a barba. Cada ato era um presente que lhe oferecia. Eu já estava acostumada com aquilo, mas aquele dia foi diferente. Depois de terminado, passei a loção, enxuguei o seu rosto e beijei sua face, e falei que no dia seguinte, era o Dia dos Pais. As 18h20min. meu pai veio a falecer.

Passado um ano, aquele gesto me faz pensar que foi o presente mais significativo que dei ao meu pai. Nunca me esquecerei daquela tarde, naquele quarto do apartamento. O meu último presente não teve um embrulho especial, não foi comprado em um shopping, não paguei nada por ele. Aquele foi um presente do coração, da alma.
Sue Soutelino-09/08/04

9/08/04