Mateus 24

Vejam o que está acontecendo
O mundo está em decadência
Tudo isso sempre aconteceu
Mas neste século está em evidência

O amor esfriou
A violência aumentou
A ciência se multiplicou
Terremotos, guerras
Pestes, depressão
Pai contra filho, filho contra pai
Falsos profetas

Eis que tudo isto foi predito
Conforme está escrito
O princípio das dores
Em Mateus 24, Jesus falou sobre as dores de parto
Ah! Desta geração não passará!

Vagner Delgado Kosby

“Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas essas coisas aconteçam. Mateus 24:34”

LINDA CORÔA

Brilham as estrelas no céu,
Clareia o esplendor,
Não fique triste assim,
Você também brilhou.

Enxugue as lágrimas,
Não chore à toa,
Lágrimas que caem
Não voltam mais.
Você é…
A mais linda coroa.

Brilham as estrelas no céu,
Clareia o esplendor,
Não fique triste assim,
Você também brilhou.

Erga a cabeça,
Volte a sorrir.
Viva a vida com prazer,
Você ainda…
Pode ser feliz!

* Aluízio Pereira/Edmundo de Souza/Edmilson Passos

O AMOR PREVALECERÁ

Sei que na real,
Você ainda é minha,
Pois teu coração,
Ele não me esqueceu.

Aquele adeus,
Foi num momento de cólera
E quando ela for embora,
A saudade então vai bater
Perguntando:
Cadê o meu amor?
Onde ele se encantou?
Teu peito então vai doer!
E você,
Não conseguirá suportar,
Teu pensamento a chamar,
Louquinho para me ver.

Eu e você,
Nascemos um para o outro!
Está escrito nas estrelas
A nossa história de amor.

E quem já tentou
A todo custo nos separar,
Outra vez vai se assustar
Ao ver o amor prevalecer!

CHEGOU MINHA HORA

Estou te escrevendo,
Somente para dizer
Que agora vou procurar,
Me apaixonar como você.

Tentar se feliz novamente,
Pois os direitos são iguais.
Não quero nunca, nunca mais
Ter notícias outra vez de ti!

Contudo, saberás de mim
E que estou indo muito bem,
Com um novo alguém
Que me faz deveras feliz.

Não fui eu quem quis,
A decisão foi toda tua.
Passei fazes como a lua:
Sozinho amargando a solidão!

Só que agora chegou minha hora,
De ganhar o jogo e ser campeão!
Agora chegou a minha hora,
Tive a vitória em forma de paixão.

A História de uma árvore

Um dia, no alvorescer da esperança,
No silêncio místico e profundo da natureza
Uma semente caiu, entre outras tantas,
Indo agasalhar-se suavemente,
Entre as folhas úmidas e carinhosas,
Em solo apropriado e promissor

Alguns dias depois,
Na expectativa do destino,
A semente acordou,
Viçosa e meiga,
Apontando sempre para cima,
No desejo ardente de crescer
E ser admirada

Sua vontade, no impulso da natureza,
Era tornar-se frondosa e altaneira,
Sem que ninguém a interrompesse,
Na trajetória silenciosa de sua existência.

Lamentavelmente alguém chegou a seu tronco,
Sem respeito e sem constrangimento,
Ignorando sua beleza peculiar,
Levou-a impiedosamente ao chão.

Agora, seca e sem formosura,
Foi cortada em dois pedaços,
Formando uma cruz.
E nessa cruz, símbolo de sofrimento,
O meu Senhor foi crucificado.
Hoje, na expressão profunda do seu amor,
Vivo em paz, na trajetória da vida.

Ivo Dutra de Mattos