A História de uma árvore

Um dia, no alvorescer da esperança,
No silêncio místico e profundo da natureza
Uma semente caiu, entre outras tantas,
Indo agasalhar-se suavemente,
Entre as folhas úmidas e carinhosas,
Em solo apropriado e promissor

Alguns dias depois,
Na expectativa do destino,
A semente acordou,
Viçosa e meiga,
Apontando sempre para cima,
No desejo ardente de crescer
E ser admirada

Sua vontade, no impulso da natureza,
Era tornar-se frondosa e altaneira,
Sem que ninguém a interrompesse,
Na trajetória silenciosa de sua existência.

Lamentavelmente alguém chegou a seu tronco,
Sem respeito e sem constrangimento,
Ignorando sua beleza peculiar,
Levou-a impiedosamente ao chão.

Agora, seca e sem formosura,
Foi cortada em dois pedaços,
Formando uma cruz.
E nessa cruz, símbolo de sofrimento,
O meu Senhor foi crucificado.
Hoje, na expressão profunda do seu amor,
Vivo em paz, na trajetória da vida.

Ivo Dutra de Mattos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *