Não se preocupe…

Não se preocupe em ter o brilho da Lua…
Você já tem seu próprio valor…
Deus te deu o dom da vida,
aproveite este presente e brilhe…
Não queira agradar a todos,
isso será quase impossível…
Mas trate as pessoas com amor, e procure falar a verdade,
você pode não agradar a todos,
mas terá o amor de muitos,
principalmente das pessoas sinceras.
Às vezes as pessoas não demonstram o quanto te querem bem,
mas é que a gente nem sempre sabe expressar o que sente,
temos até medo de demonstrar o que sentimos.
Por isso, não se magoe atoa,
aprenda a perdoar,
você viverá bem mais leve,
acima de tudo acredite:
embora você muitas vezes se esqueça,
você tem um grande valor pra Deus…
E pra mim também…

Eliezer Lemos

Decreto-Lei em prol da Sociedade

Em virtude de reclamações
Impostas pela sociedade faço
Valer o Decreto-Lei cujo os
Itens seguem abaixo;
A partir desta data ficam
Proibidas para ambos os sexos,
A tristeza e a melancolia que
Outrora perduravam até os dias
de hoje, bem como; Errar e não
Se arrepender, olhar e fingir não
Ver, seguir enfrente mesmo
Sabendo que lá atrás, alguém
Ficou sozinho [a] chorando a sua
Ausência. E foram extintas, a
Mentira, a injuria, e a difamação.
Sendo assim, Eu, em nome da
Sociedade faço valer o Decreto
Proibindo tais Praticas abusivas
– E as demais que por ventura
Assimilarem as questões
Mencionadas neste Decreto.

Autor; Joaquim Gomes Alves

Os passos ao teu lado.

Quando era pequeno,
sentia tua presença em tudo,
sempre.
Sorria sem motivos.
Ao caminhar na praia,
via teus passos na areia.
Lado a lado.

Hoje, grande,
me sinto sozinho.
Perdido entre escolhas infelizes.
Olho,
não vejo tua marca na areia.
Só, estou.

Filho, olhes bem.
Não estás sozinho.
As pegadas na areia,
somente estão mais fundas.
Afundadas pelo peso de te carregar,
com meu amor.

Agora, a hora de levantar,
de não desistir.
Sejas forte, pois nunca estás só.
Meu amor te ampara,
sempre, aqui, estive.
Estou.

Pelo sopro da vida,
podes mudar tudo,
e voltar a sorrir.

É TEMPO DE PAZ

É tempo de paz, e sinto uma brisa suave
E refrescante tocando em meu rosto
Trazendo-me a tranquilidade de viver
Em tempos de paz, olho para o céu,
E vejo as nuvens Brancas bordadas no Céu azul onde os Pássaros voam em todas As direções Compondo um cenário digno De se Apreciar. Ao anoitecer, as luzes Coloridas refletem ao espelho d'água, Que forma pequenas ondas produzidas Pelo chafariz que jorra em forma de Cascata aguçando ainda mais os meus Sentidos, e fazendo-me acreditar que a Paz existe e está em todos os lugares, No sorriso de uma criança, em um abraço Afetuoso, ou nas nuvens brancas
Em forma de véu, bordadas no céu azul.

Joaquim Gomes Alves