A rainha

A realeza passeava em seu jardim
Exuberante e perfumada
Deixava estupefata a todos que ali passava.
Não longe dali estava seu castelo
Guardas e operários apostos
Uma doçura de lugar,
Mas ameaças por ali circundavam
Grandes bestas e gigantes ameaçavam,
Com o rei ausente só lhe restavam muito trabalho,
Na esperança de um futuro promissor,
Ela sabe que logo mais não estará ali,
Mas o que importa é a satisfação de cumprido tudo o que sempre quis,
trabalhando pelos meus filhos e pela minha pátria, a Coméia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *