FOI-SE

Quando o sol surge no horizonte,
Com ele surgem as marcas.
Marcas de um dia que passou, marcas inconfundíveis;
De um amanhecer cujo dia ainda é de se esperar.
Marcas.

Como o sol que se põe ao entardecer
Você partiu.
Nossa história foi um dia.
Pela manhã havia mistério, nada certo,
Até pude sentir a brisa fria,
Começou a se desenrolar,
E ao meio-dia o ápice do calor nos envolveu,
A tarde também se despedia.
Mas na medida que o pôr-do-sol acontecia, você também dava adeus.
Sua partida foi num final de dia, foi como um final de dia,
Frio, sem brilho, porém marcante.

Você partiu!
A vi se despedindo, rumando para novos horizontes, você partiu
Como não posso fazer nada para impedir o fim do dia,
Também não tive o que fazer diante de ti.
Gostaria de ir contigo, mas não posso,
Pois estou aqui no mesmo lugar,
E você, só você partiu
MAIS POEMAS EM www.profche.blogspot.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *