Vila Madalena

Maria, Maria, por que choras de arrependimento
Em tuas esquinas purpurinas
Teus girassóis de pavimentos
Por que choras Maria eu não entendo;

Nos teus ateliês eu vejo Cristo
Artesões e Alquimistas
A “Feira da Vila” eu não resisto
A arte pura de Jovens Anarquistas;

Reduto dos Boêmios que cantam para ti Maria
O samba irresistível da minha Pérola Negra
Fazem de ti um Bairro de nostalgia
E nome de Telenovela Brasileira;

Madalena por que choras, Oh! Maria imortal
Um girassol ainda brilha no fundo do teu quintal
Vila Madalena querida até parece um pedaço do céu
E ainda tens a companhia do santo Arcanjo São Miguel;

Imigrantes Portugueses ficam aqui meus agradecimentos
Por terem feito este Bairro a Oeste de Pinheiros
No cemitério São Paulo a alma de Maria ainda pena
Por proteger os teus filhos da Vila Madalena.

“Homenagem á São Paulo 458 Anos”

Pelo autor Marcelo Henrique Zacarelli
Village, Janeiro de 2012 no dia 16.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *