RODA DE SAMBA

Na roda de samba
Têm pretos e brancos.
Na roda de samba
Têm ricos e pobres.
Na roda de samba
Tem muito axé,
Advindos das divindades do candomblé.

Quero ver você cantar,
Cantar com emoção.
Quero ver você dançar
Com empolgação,
Na roda de samba.
Na roda de samba!

Bate na palma da mão
Que’u quero ver.
Ouvindo o som do cavaco
E do violão,
Você cantar comigo
Ao som do pandeiro, rebolo e marcação.

Quero ver você cantar,
Cantar com emoção.
Quero ver você dançar
Com empolgação,
Na roda de samba.
Na roda de samba!

Entra na roda e dança pra mim,
Mostra o gingado sambando assim,
Na cadência do samba sincopado,
Teu criolo se sente abençoado, por que…

Os deuses rodeiam as rodas de samba;
A áurea dos santos abençoam os bambas.
Mistura gostosa de tambor
Que até São Jorge se agradou.

*Ezequias Felix – Andriê Andrade – Edmundo De Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *