A ti declamo um poema

Se muitos amores eu tivesse
Muitas vezes eu diria te amo,
Mas como só tenho você,
A ti declamo um poema;
Tu és a estrela mais bela
De toda a constelação, é uma
Rosa perfumada ventilando
Em minha mão, uma tarde
Ensolarada em um dia de verão..
É difícil resumir um sentimento
Profundo, as vezes a saudade
Aperta e a gente fica mudo,
E como um peixe fora d'água
Nos sentimos oriundos.
Mas, tudo nesta vida passa
E a saudade também passou,
O dia amanheceu mais lindo,
Então… O sol brilhou, e foi
O brilho dos teus olhos que
Ao meu coração conquistou.
— Joaquim Gomes Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *