O pererê maluco

Hoje o saci pererê estava fazendo estrepolia
Rodopiando numa velocidade vertiginosa
Espalhando folhas e papel numa grande folia
Subindo a saia da moça de forma desrespeitosa.

Passou o saci pererê espalhafatoso rodopiando
Levando cisco no olho de quem estava por perto
Lá vai o pererê em forma de funil assoviando
Comemorando suas travessuras de lacre aberto.

Passou por mim e se embrenhou no arvoredo
Confesso que fiquei com um pouquinho de medo
Depois de um segundo desapareceu nas alturas.

O saci pererê extravasou rodopiou e foi embora
Igual a esse maluco que passou por aqui agora
Eu nunca tinha visto um com tamanha frescura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *