Reconciliação

A fina cortina que separa o visível do invisível
Interliga os palcos dando seqüência aos dramas
Mesmo que o espetáculo seja o mais desprezível
Eivados de maldade e das mais obscuras tramas.

Os personagens envolvidos pelo dedo do destino
Através das apresentações pelas dobras do tempo
Seja no grotesco ou no mais sofisticado figurino
No mais luxuoso palácio ou na palhoça ao relento.

Seja na matéria o palco das antigas divergências
Seja na espiritualidade onde a contenda continua
Aquele que praticou e desencadeou a violência
Será o personagem que mais desempenha e atua.

Assim reunidos todos integrantes comprometidos
Continuarão representando no palco da existência
Perante a verdade serão eles um dia todos reunidos
Transformarão em harmonia as antigas divergências.

Mas para isso é necessário que haja a reconciliação
A superação do texto escrito pela adversidade do mal
E transformar o drama em concordância e abnegação
Deixando o palco todos interpretes em harmonia total.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *