PALAVRAS DE UM ESPÍRITO

Não te preocupes demasiadamente com as contrariedades da vida, porquanto a verdadeira felicidade não é deste mundo.

Não te preocupes com o que porventura não esteja ao teu alcance, faça tudo o que cabe a ti realizar. Empreende esforços naquilo que depende da tua dedicação e deixa o restante a cargo da divina providência.

Procure viver em paz contigo mesmo, pois logo partirás daqui e levarás contigo apenas os teus sentimentos.

O corpo é um instrumento material e passageiro.
A morte, não existe, é na verdade ressurreição para o verdadeiro plano da vida.

E são tantas as verdades que eu tenho dito e tantas mais as que eu tenho por dizer.

Mas que lástima seja o tempo que levas para querê-las ter em vosso coração.

Ao pai tenho pedido auxílio divino, para que me ampare na empreitada de fazer com que me ouças.
Mas ainda tempo há de levar, até que tu me percebas.

Oh pai criador, que me dizes destas minhas vozes onomatopaicas perdidas ao léu?
Estará minh’alma gritando em silêncio como jaz um dia o redentor da boa nova?

Mas que sei meu pai, ei de honrar-te o sacrifício e continuar a labuta do plantio, ainda que a terra não esteja por completo preparada.

Mas que também sei meu pai que, desta terra sairão flores, ainda que algum sangue tenha de ser derramado em teu nome.

Obrigado Senhor pela graça do pastoreio, eis que ovelhas antes rebeldes já se enfileiram rumo a ti.
E muitas outras, Senhor, trasviadas do teu caminho, seguirão calmamente, arrastadas pela corrente do teu amor.

E assim me contento por ver, que a lei do bem querer, de nada desiste, e que estarão todas amparadas pelo vosso braço oh pai.

Um pobre espírito amigo, que tudo tem apenas a boa vontade, de tentar fazer claro para ti, o que caro um dia me custou a ignorância.

Samir P. Salim
27/08/2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *