ABC Espírita

A- Eu sou amor; eu sou artista; não sou anjo; mas sou alegria; minha afeição é alvorada evolutiva; minha adoração é de alma pura, amiga e cristalina. Tenho abnegação e auto disciplina.

B- Minha bondade é com boas maneiras; É boa vontade e beleza; É biologia serena; É beneficente e bem-estar; É boa nova bíblica; É brasileira.

C- Pratico caridade, o caminho do consolador. Tenho caráter, companheirismo e sou colaborador no centro espírita. Na ciência do coração, a consciência da cooperação é o conhecimento da compaixão e cedro da vida.

D- Participo da Doutrina Espírita, a dádiva do nosso destino. Deus é o nosso defensor dia-dia. Com determinação e dom vou vencendo os desafios e desejando a todos que tenham disciplina, disciplina e disciplina.

E- Espírita eu sou. No ensino do evangelho busco a evolução e espiritualidade. Sou energia para ser eleito com êxito na minha elevação para alcançar a eternidade. Essência eu sou. Espelho-me em Emmanuel, tenho educação e me esclareço com o espírito da verdade e com a proteção de Ismael.

F- Participo da Federação Espírita. Fiz lá a minha faculdade da doutrina. Passei por uma fatalidade, mas eles foram minha segunda família. Tive momentos de felicidade e de filosofia. A doutrina é minha força e meu fermento.É o fato da minha fé.

G- Gratidão é o que eu tenho pela religião espírita. Ainda não sou gênio. Mas a glória de Deus irá trazer na nova geração o novo guia.

H- Tenho um hábito de trazer humanidade e harmonia sem hagiografia. Sou heróico quando tenho humildade, homilia e sem heteronomia.

I- Irmão! Nossa idade evolutiva é infância, é inconsciência. Pela intercessão de Jesus nossa individualidade mudou para indulgência. A idealização da igualdade é harmonia, é independência do sofrimento. A inspiração está na imortalidade e nossas vidas têm influência no sentimento.

J- Jesus é justo. Jeová é juízo. É jazida judia, justeza, juventude e júbilo.

K- Kardec é o codificador. Kaiser do consolador.

L- O livre arbítrio é a liberdade e vontade divina. Na louvação vejo a luz da minha sina.

M- Nossa missão é a mediunidade e moralidade. A manifestação espírita não é milagre e nem magia. É mensagem não materialista. É misericórdia divina.

N- O nosso lar é a mais bela natureza da nação espírita. Notabilizar a nova era é a certeza da nutrição evolutiva.

O- A nossa oblação é a obediência a Deus, observado nos nossos atos. A nossa oração é um obrigado a obra de Deus. O nosso ofício é diminuir o orgulho e o egoísmo e ajudar a outrem. O nosso otimismo é visar o oportuno amor ao próximo e ajudar na ordem.

P- Pai nosso que estais no céu dei-nos o pão nosso. Nas palavras de Jesus nos mostre a luz. No passe dei-nos a paz. No pensamento cristão o amor ao próximo e o perdão. No perispírito perfeita sutileza, partículas de pensamentos puros e profundos. Paciência amigos, pois no progresso moral e na persistência da caridade iremos para o paraíso. Pressa para que? Faça uma prece.

Q- Querer é começar a fazer. Vamos maximizar nossas qualidades. Vamos aumentar nossa quota de caridade.

R- Na realidade praticamos a religião espírita e razão distinta. A redenção só vem com reforma íntima e reencarnação. Pois estará no reino de Deus quem praticar racionalidade, religiosidade e fraternidade.

S- Saudação meu irmão! Sejamos semeadores da sublimação. Sociedade espírita é servir a Deus através da solidariedade. Seu sorriso é o brilho do seu espírito. Através do sofrimento e sacrifício é que conseguimos a salvação. Seremos então sintonia, harmonia e sinceridade. Seremos então simpatia, sabedoria e sensibilidade.

T- Ser trabalhador espírita é uma tarefa tenaz, é uma terapia. No templo da fé espírita se pratica a tolerância, temperança e triunfa-se a transcendência.

U- Unigênito Jesus dei-nos a unção. Gênio da luz dei-nos a união. Senhor livre-nos do mal e que o umbral seja um pendor para que nos ensine o amor.

V- Vigiai, orai e amai-vos. Tendo em vista a vastidão do universo e das variedades planetárias, a via láctea é apenas uma pequena válvula de vida no universo. No tempo da vida a nossa vocação é vencer com força de vontade as vicissitudes. Que nossas virtudes sejam vigas de verdades na nossa ventura.

X- A xenoglossia não existiria se fossemos uma única língua, a da sintonia no amor. Praticai-mos a xenofilia, sejamos estima, caridoso e acolhedor.

Z- Vamos ficar na zona consciente da zênite do nosso papel cristão. Vamos ficar na zona lúcida do zelo, do amor e do perdão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *