Significados

Vivemos as margens
De nossos próprios erros,
Vivemos sonhos
Que se tornam pesadelos.
Perdidos como estrangeiros
Sem saber o que significa,
O próprio sentimento.
E na solidão das palavras
Reina o silêncio,
Sobre mim.
Pois em certas horas o erro,
Parece exagero,
E o gesto implícito no olhar,
Fica solto, confuso no ar.
Sem saber, se é errado ou certo,
Procurar respostas
Para tudo aquilo que não há.
Vivemos dia a pós dia,
Uma triste rotina,
Sem saber ao certo
Se realmente, queremos mudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *