Marcas do passado

Você deu a entender que tinha me perdoado,
Mas fica usando o passado para me ofender.
Eu nunca neguei que estive errado.
Mas ninguém erra sem motivos e você sabe porque.

Palavras indiretas afeta o meu silencio.
Eu tento jogar no meio um outro assunto,
mas você persiste em fala dos meus erros.
E se estamos em paz você estraga tudo.

Então me perdoe ou me deixe ir.
Mas não fique usando coisas do passado pra me oprimir.
Certamente ele deve ser lembrado, para nos corrigir.
Mas não com tanta frequência não com tanta insistência.
E se não consegue vencer sua magoa de mim.
então deixe me ir.

O que eu não posso é viver pra sempre assim.
Me deixe ir ou me chame pra conversar.
Ninguém suporta tamanha pressão.
Eu sinto que o seu coração esta querendo se vingar.

No silencio da noite você do nada desperta.
E fala pra mim que tomou a decisão errada.
Eu não imaginei que um dia teria que te dizer isso.
Mas eu nunca te obriguei e não te obrigo a nada.

Então me perdoe ou me deixe ir.
Mas não estraga sua vida guardando tanto rancor de mim.
E se for o destino, a gente nos encontraremos novamente.
E não for a vida te dará um alguém diferente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *