Quero doar meu coração

Quero doar um coração quase novo.
Um coração idealista.
Um coração como poucos.
Um coração à moda antiga.
Um coração que sem avisar um dia vai parar.

Doa-se um coração que está um pouco usado, meio calejado,
muito machucado e que teima em alimentar sonhos e,
cultivar ilusões.
Um pouco inconseqüente que nunca desiste de acreditar nas pessoas.
Um leviano e precipitado coração que acha que Tim Maia estava certo quando escreveu…
Não quero dinheiro, eu quero amor sincero,
é isso que eu espero…
Um idealista…
Um verdadeiro sonhador…

Doa-se um coração que nunca aprende.
Que não endurece e, mantém sempre viva a esperança de ser feliz,
sendo simples e natural.
Um coração insensato que comanda o racional,
sendo louco o suficiente para se apaixonar.
Um furioso suicida que vive procurando relações e emoções verdadeiras…
Que se alimenta de vodka, vinhos e queijos, achando que é o tal.

Doa-se um coração que insiste em cometer sempre os mesmos erros.
Esse coração que erra, briga, se expõe.
Perde o juízo por completo em nome de causas e paixões.
Sai do sério e,
às vezes revê suas posições arrependido de palavras e gestos.
Este coração tantas vezes incompreendido.
Tantas vezes provocado.
Tantas vezes impulsivo.

Doa-se este desequilibrado,
lúcido e doido músculo que arranca lágrimas,
e faz sofrer quem não merece apenas viver de promessas e sacrifícios…
Um coração para ser alugado,
ou mesmo utilizado por quem gosta de emoções fortes.
Um órgão abestado indicado apenas para quem quer viver intensamente e,
contra indicado para os que apenas pretendem passar pela vida matando o
tempo, fugindo das emoções mais gratificantes.

Doa-se um coração inocente que se mostra sem armaduras e deixa febril de
paixão o seu usuário.
Um coração que quando parar de bater ouvirá de seu usuário um suspiro de
alivio pelo descanso que lhe dará… Justo e necessário.

Doa-se um coração que constrange o corpo que pensa que o domina,
mas é certo que pedirá clemência quando ele resolver parar de um momento para outro não
lhe dando tempo sequer de se arrepender de seus erros mais crassos.

Doa-se um coração, ou mesmo troca-se por outro que tenha um pouco mais de
juízo.
Um órgão mais fiel ao seu usuário.
Um amigo do peito que não maltrate tanto o ser que o abriga.
Um coração que não seja tão inconseqüente.

Doa-se um coração cego, surdo e mudo, mas que incomoda um bocado,
principalmente a maridos, noivos, namorados ou amantes possessivos.
Um verdadeiro caçador de aventuras que, ainda não foi adotado,
provavelmente, por se recusar a cultivar ares selvagens ou racionais, por
não querer perder o estilo.

Doa-se um velho coração inconveniente que convence seu usuário a publicar
seus segredos e, a ter a petulância de se aventurar como poeta.

Eliezer Lemos

A ilusão do amor

Por que me iludo, Deus? Por quê?
Por que teimo em sonhar com a felicidade?
Será que viverei na ilusão de sempre,
e para sempre fugindo da verdade?
Não sou amado e nem jamais serei,
porém o meu amor sempre te ofertei.

Gratuitamente distribuí felicidade,
recebi, em troca, apenas crueldade…
Nos meus anseios sempre fui frustrado,
os meus desejos, nunca os realizei…
Por tanto desejar ser muito amado,
que propriamente a mim ignorei.
Pensei em… em tudo que me cerca,
a todos dei a minha mão amiga…
Mas tu, quando de mim enfim te acercas,
me abandonas, talvez por intrigas…
Dedicação sempre te dou e não recebo;
recebo, em troca, total indiferença, e vou amando…
amando… e nem percebo
que o meu amor possui uma força imensa.
Tu me magoas, mas nem te apercebes…
E magoado eu sigo caminhando por uma estrada
onde só recebo pedradas…
Mas eu continuo amando!…
Não sei viver sem dar-te o meu amor,
sem dedicar-te todo o meu…
E, indiferente, segues sem supor que,
por dentro, pouco a pouco eu me arrebento…

Eliezer Lemos

No meu silencio

No silencio dessa noite fria me encontro só
Em meu peito uma dor incessante lagrimas que inssistem em rolar pela face
A alma esta em frangalhos
Noite sombria oque faser para calar essa dor que grita em meu peito
No silencio dessa noite fria estou so …
Tento silenciar os gritos de um coracao cheio de saudade
O silencio dessa noite fria me faz refletir em tudo oque disse ou deixei de dizer minha mente a mil tentando entender o pq de tanta saudade ♡♡♡

como faser ?

Hj queria arrancar o coracao de dentro do peito quem sabe assim arrancaria vc tambem de dentro de mim
Queria que esse sentimento findasse de dentro do meu peito
Queria eu poder arrancar sua voz de dentro da minha mente
Queria esquecer seu cheiro ainda lembro o perfume
Queria tanto poder falar com vc sem sentir nada queria nao encher os olhos de lagrimas ao vc ignorar minhas mensagens
Queria nao sentir tanta felicidade ao ser respondida uma se quer msgm
Queria esquecer as palavras um dia ditas por vc
Queria arrancar esse amor de dentro de mim mais nao sei como o faser
Seria tao bom nao sentir nada por vc

É incontrolável

Aqui estou eu procurando teu nome no google
Atitudes como essas, te juro, não me orgulho.
E pensar em todos os momentos em que passamos juntos
Deito na cama e entre as lágrimas, no travesseiro mergulho

Acordado sempre querendo te encontrar
Imaginando se voce também sente o que eu sinto
Se mesmo com o tempo e distancia entre nós
Você ainda pensa, alguma vez: como será que eu estou indo?

E essa vontade incontrolável de te ver
De andar na rua procurando o teu rosto
Sei que você não está aqui, é verdade
Mas sempre que não te encontro é um desgosto.

Queria ser como os outros e superar
Queria saber me controlar
Desapegar dessas memórias de um passado perfeito
Meu Deus, eu preciso me libertar!

Talvez você nem ao menos lembre meu nome
Talvez você se sinta completa com teu novo homem
Se for assim, meus parabéns – fico feliz por você.
Mas não me culpe por essa tristeza que me consome.

Sinto minha cabeça entrar em pane
A todo momento em que ouço alguem falar teu nome
Queria acordar, alguem por favor me chame!
Não quero mais lembrar desse nome, Rayane.