O Som de uma lagrima

Lágrima, pura lágrima…
Ela escorregou, juntamente dela vieram outras
Tristeza, pânico, obsessão…
Lágrimas deslizando pela a pele
descuidada e queimada do sol
Lágrimas que jorram como uma cachoeira,
Com águas límpidas e verdadeiras
Sonhos esquecidos, tudo acabado
Todos quietos, todos concentrados a espera de uma lágrima
Pois só assim poderemos saber o som que fazem as
lágrimas e desvendar assim seus mistérios
Lágrima, pura lágrima…
Gosto salgado lembrando o imenso mar
Com a beleza de um pôr do sol refletido nas águas
E a pureza de uma singela flor de maracujá
Palavras podem explicar a pureza de uma lágrima,
Mas ninguém jamais ouviu o som que elas fazem ao
deslizarem pelos os olhos e em seguida escorregarem pela a face.
Ninguém jamais irá ouvi-las, apenas senti-las
E por onde essas lágrimas escorregarem deixarão
suas marcas e seus mistérios…
E acaso um dia você conseguir escutar o som que elas produzem,
saberá então que você já não é mais você,
e sim uma lágrima!

Eliezer Lemos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *