Insignificância

A insignificância de ser humano
Quão desesperados estamos ou somos?
Para ter que criar um sentido para respirarmos?
Dizer que somos filhos do universo?
Inventarmos que temos um propósito para viver?

Temos a necessidade de nos matar na esperança de vivermos mais um dia
Comendo mentiras, para alimentar uma mente doentia
Destruímos a vida para alimentarmos nossa insignificância
E ainda justificamos essa matança com leis divinas
Para tentar diminuir nossa arrogância

Porque não acordamos e olhamos no espelho?
Se por acaso enxergasse-mos o obvio,
E passássemos a acreditar no próximo, será que melhoraríamos?
Ou será que tudo isso é só outra mentira para encontrarmos uma única saída
Para essa insignificância chamada de vida?

Será que tentando se desintoxicar dessas mentiras, encontraríamos uma saída?
Onda é quase obvio que a saúde do corpo esta acompanhada da doença da mente?
Será que a realidade enxergada faria que desejássemos ficar cegos?
Vale a pena se matar para viver só mais um dia?
Ou lutar pela vida sabendo que a vitoria é só uma mentira?

(Klaus Anonimo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *